Castro Verde – Site Oficial do Município

Mapa do Concelho

Iniciativas

Rede SocialCPCJ de Castro VerdeAtividade Com VidaRede de Bibliotecas de Castro VerdeProjetos cofinanciados pela EU

Heráldica

Brasão de Armas do Município de Castro Verde

DESCRIÇÃO

ARMAS: de prata, castelo de verde, aberto e iluminado de vermelho. Em chefe, à dextra, cinco escudetes de azul postos em cruz com dois flancos virados para o centro e todos carregados de cinco besantes de prata.

BANDEIRA: esquartelada de branco e vermelho, haste e lança de ouro, cordões e borlas de branco e vermelho. Em chefe, à sinistra, cruz de Santiago de vermelho. Em contracheque, duas espigas de trigo amarelo-torrado cruzadas e sobrepostas a uma picareta de mineiro de negro colocada ao eixo do escudo. Escudo Nacional encimado por uma coroa mural de quatro torres de prata. Listel Branco com letras a negro: MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE.

SELO: circular com as peças do escudo inscritas ao centro e rodeadas de um listel com a frase: “MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE”.         
 

SIMBOLOGIA

Armas falantes: Castelo de verde, simboliza a própria povoação – (Castrum Veteris – O castro veterano, o mais antigo). Os escudetes com as cinco quinas (invocam o “Milagre da Batalha de Ourique”, e a vitória de D. Afonso Henriques sobre os cinco príncipes muçulmanos) referem-se a D. Afonso Henriques e ao “Milagre da Batalha de Ourique”.

A Cruz de Santiago alude à importante comenda da Ordem à qual pertenceu Castro Verde. As espigas simbolizam a região e os seus aspetos sócio – económicos. A picareta de mineiro refere-se à riqueza do subsolo do concelho.

O atual brasão do Município de Castro Verde é da autoria de António Moita Galvão. Foi o resultado de um concurso público que se realizou em 1985 e, foi aprovado pela Assembleia Municipal de Castro Verde, a 27 de agosto de 1986, tendo sido publicado no Diário da República, nº 283, III série de 10-12-1986.

  • Brasão
  • Bandeira

AGENDA

PUBLICAÇÔES PERIÒDICAS

Newsletter